Associação Reabilitar leva ações de saúde para motoristas do Sistema de Transporte Eletivo

28 de agosto de 2018 por Associação Reabilitar

Os 22 motoristas que atuam no Sistema Estadual de Transporte Eletivo receberam uma série de orientações de saúde nesta terça-feira (28). Os atendimentos aconteceram na garagem do Sistema, na zona Sul de Teresina. Na oportunidade, os colaboradores passaram por teste rápido de glicemia, além de aferição de pressão e da análise do índice de massa corporal. A ação é resultado de uma parceria entre a Associação Reabilitar e a Unimed.

“É uma ação preventiva, visando à saúde do colaborador. Também é uma forma de alertar para os principais cuidados com alimentação e a importância da prática de atividade física no dia a dia”, afirma Bruna Lustosa Mazullo, do Controle de Qualidade da Fundação Reabilitar. O Transporte Eletivo é um projeto da Secretaria de Estado da Saúde, em parceria com a Associação Reabilitar e a Associação Piauiense de Municípios (APPM).

Duas enfermeiras do Núcleo de Atenção à Saúde – NAS da Unimed, parceira da Associação, participaram da manhã de orientações. “Com essa atuação junto às empresas, queremos chamar a atenção para a medicina preventiva, a importância de bons hábitos alimentares e do fim do sedentarismo. É despertar mesmo para a mudança de hábitos”, diz a enfermeira Valdenora da Gama.

 Willkson Libório, de 40 anos, foi um dos primeiros a ser atendido. Na abordagem, ele percebeu que precisa mudar sua alimentação. “Preciso ter horários para as refeições, pois quando passo muito tempo sem comer acabo comendo mais do que deveria”, diz o motorista. Já Maurício Reis, de 44 anos, se conscientizou da importância da prática de atividade física. “Preciso voltar a fazer caminhada. O atendimento foi muito bom e despertou pra importância disso na minha rotina”, completa.

O gerente operacional da equipe, Helton do Nascimento, também passou pelas orientações das enfermeiras e destacou a importância dessa ação para os colaboradores. “Os motoristas têm uma longa jornada de trabalho. A profissão, em si, o ritmo acelerado, o estresse, a insalubridade, fazem com que muitos não se atentem para os cuidados preventivos. A ida ao médico geralmente fica em último plano e o atendimento de hoje serviu como um alerta. Todos estão saindo daqui um pouco mais conscientes”, finaliza.

© Copyright 2016 - Todos os direitos reservados para a Associação Reabilitar