Ceir realiza ciclo de palestras no Setembro Amarelo

28 de setembro de 2018 por Associação Reabilitar

O Centro Integrado de Reabilitação (Ceir) realizou, nesta quinta-feira (27), um ciclo de palestras alusivas ao Setembro Amarelo, campanha de conscientização sobre a prevenção ao suicídio. Tratado por muitos como tabu, o tema teve como público-alvo colaboradores e voluntários da instituição.

A iniciativa também teve o intuito de alertar sobre a realidade do suicídio no Brasil e no mundo, destacando suas formas de prevenção, principalmente, sinais que as pessoas dão antes de atentarem contra a própria vida e os mitos que ainda existem em torno do assunto.

“Estamos levando informações e cuidando de pessoas que cuidam de pessoas. Pois, quando o colaborador se cerca de informações e de cuidados, um olhar diferenciado para aquelas pessoas que trabalham com ele, ele formata dentro de si uma pessoa mais forte diante das adversidades. Trabalhar com suicídio não é fácil, mas são encontros como esses que abrem leques para que a sociedade tenha uma postura diferenciada em relação às pessoas que estão gritando por socorro”, explica a psicóloga Eliana Cavalcante do Núcleo de Atenção à Saúde da UNIMED.

No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, o número de casos de suicídio aumentou de 6.780 para 11.736, um crescimento de 73%, entre 2000 e 2016. No mundo, o suicídio já acometeu mais de 800 mil pessoas, em 2015, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Esses dados e a grande taxa de mortes por suicídio em Teresina foram destaque na palestra da psicóloga Cláudia Aline de Brito Oliveira, do Conselho Regional de Psicologia – CRP 21ª Região. Segundo a psicóloga, prevenir o suicídio é algo complexo e nunca é demais falar do assunto, sendo esse o primeiro passo para tratar o problema de uma maneira mais profunda.

“É muito importante, no mundo inteiro, tratar desse assunto e mostrar esses dados em uma instituição como o Ceir. Além disso, está sendo comentado na comunidade científica que muitas vezes, por exemplo, profissionais do cuidado, em muitos casos, podem estar duas vezes mais doentes do que as pessoas de quem eles cuidam. Por isso, é importante que eles sejam orientados e saibam identificar os sinais de quando eles não estiverem bem e o que podem fazer para se cuidarem e cuidar do outro de uma maneira mais efetiva”, pontua.

O Setembro Amarelo é uma campanha iniciada pelo Centro de Valorização da Vida (CVV) que busca ampliar o diálogo sobre o suicídio para a sociedade. Desde 2015, a data busca a conscientização e a prevenção do suicídio.


Texto: Lourdes Pereira – Comunicação Associação Reabilitar


© Copyright 2016 - Todos os direitos reservados para a Associação Reabilitar