Clínica de Microcefalia do Ceir completa um ano de atendimento

08 de março de 2017 por Associação Reabilitar

Há exatamente um ano, o Piauí ganhava uma Clínica de Microcefalia para o tratamento de bebês nascidos com a doença devido ao surto relacionado ao zika vírus.

O serviço, implantado no Centro Integrado de Reabilitação (Ceir), atende atualmente 72 bebês, com estimulação precoce que deve ser realizada até a idade de três anos.

Na reabilitação, é trabalhado o desenvolvimento motor, cognitivo, social, sensorial e a linguagem dos bebês. Além disso, são realizados grupos de acolhimento para trabalhar o vínculo com as mães; atendimentos individuais de fisioterapia; avaliação e monitoramento da saúde auditiva e confecção de órteses.

“No processo, também oferecemos um grupo terapêutico de apoio às mães e cursos para pais ou responsáveis, orientamos sobre o cuidado com o bebê com microcefalia e viabilizamos o acesso a leis de direito às famílias”, explica Maria Andreia Marques, coordenadora do serviço.

Esses cuidados especiais são recebidos pelo João Gabriel, de 10 meses, e por sua mãe, Fernanda Nunes. “Eu saí de Caraúbas para morar em Teresina e assim poder proporcionar esse tratamento ao meu filho”, conta, ao comemorar as evoluções do bebê.

Para ter acesso à Clínica de Microcefalia do Ceir, basta ir até o Centro de Referência Estadual de Microcefalia, que funciona no Instituto de Perinatologia Social da Maternidade Dona Evangelina Rosa, ou o Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo. Desses locais, o bebê é encaminhado para o Ceir, onde é avaliado por consulta médica de admissão e inserido no programa de reabilitação.

O serviço é uma ação do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) e em parceria com o Ministério da Saúde.


Texto: Cláudia Alves – Comunicação Reabilitar

Tags:

© Copyright 2016 - Todos os direitos reservados para a Associação Reabilitar