Oficina Ortopédica do Ceir já realizou mais de 86 mil atendimentos

05 de maio de 2016 por Associação Reabilitar

Em funcionamento desde fevereiro de 2009, o parque industrial da Oficina Ortopédica do Centro Integrado de Reabilitação (Ceir) é modelo em fabricação de produtos ortopédicos no Brasil. É de lá que saem aparelhos que devolvem autonomia para muitas pessoas com deficiência do Piauí e de outros estados.

A Oficina Ortopédica do Ceir é um marco na história da reabilitação de pessoas com deficiência do Piauí, sendo o primeiro estado do país a inaugurar um parque industrial dentro do projeto da Agenda Social de Inclusão da Pessoa com Deficiência, do Governo Federal.

Parque Industrial da Oficina Ortopédica do Ceir. (Foto: Ascom Ceir)

O local confecciona, sob medida, desde palmilhas e sapatos ortopédicos a próteses e órteses, atendendo pacientes internos, particulares e do Sistema Único de Saúde (SUS).

“A Oficina conta com equipamentos de alta tecnologia e de última geração, o que permite a produção de órteses e próteses mais leves e confortáveis, possibilitando melhores condições de uso”, explica Paulo André, que após 20 anos na AACD – Associação de Assistência à Criança Deficiente – de São Paulo e Pernambuco, veio morar em Teresina para implantar e montar a Oficina Ortopédica do Ceir e, atualmente, coordena o local.

Ainda segundo Paulo André, os produtos do parque industrial são confeccionados conforme a necessidade de cada paciente, sob moldes específicos e de forma personalizada, de modo que proporcione maior independência e conforto para o usuário.

É o caso da Vanda Silva, que aos 48 anos teve sua perna esquerda amputada. “Eu sofri uma rachadura no pé, que foi se agravando e por causa da infecção fui internada. O médico perguntou se eu preferia tirar a perna ou… ele não terminou a frase, mas eu entendi”, lembra.

Vanda Silva realizando molde para a sua prótese. (Foto: Ascom Ceir)

Vanda está amputada há cinco meses e usa cadeira de rodas para sua melhor locomoção. No Ceir, ela foi avaliada por um ortopedista e tirou o molde para receber a sua prótese sob medida. “O meu sonho é voltar a dirigir meu carro e pegar minhas coisas para vender”, conta Vanda, que trabalha como vendedora em Parnaíba, onde mora.

A Oficina Ortopédica do Ceir é responsável, também, pela concessão de cadeira de rodas e de banho, muletas, bengalas e andador, que auxiliam na locomoção de pessoas com deficiência.

Somando consultas médicas, prescrição e entrega de produtos ortopédicos, entre outros serviços, a Oficina Ortopédica do Ceir já realizou mais de 86 mil atendimentos. Somente no ano passado, foram realizados mais de 10 mil.

Mais qualidade de vida

Para o pequeno Miguel de Sousa, de 7 anos, os serviços da Oficina Ortopédica do Ceir são essenciais para a sua qualidade de vida. Ele nasceu com paralisia cerebral e já recebeu alta das suas terapias no Ceir, mas continua sendo acompanhado pelo Centro e recebe produtos do parque industrial.

“Ele já recebeu uma cadeira de rodas e três goteiras. Agora vai receber uma órtese personalizada e ficou todo alegre na hora de escolher a estampa do material”, conta a mãe do garoto, Maria de Fátima, de São Raimundo Nonato.

Miguel de Sousa experimentando a sua órtese personalizada. (Foto: Ascom Ceir)

A Oficina Ortopédica do Ceir também produz adaptações que auxiliam pessoas com deficiência na alimentação, na escrita, no uso de um computador, na higiene bucal, no penteio de cabelo, entre outras atividades da vida diária.

“Como ainda não existe uma portaria do Sistema Único de Saúde (SUS) para a produção dessas adaptações, então é cobrada uma taxa para a confecção. Esse é um serviço a mais que o Ceir oferece para pessoas com deficiência, sendo pacientes ou não do Centro”, pontua a terapeuta ocupacional do Ceir, Márcia Fonseca, que desenvolve as adaptações.

Saiba como solicitar produtos ortopédicos

1º Passo – Procure a Unidade de Saúde mais próxima de sua residência e faça uma consulta com um médico do Programa de Saúde da Família ou credenciado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Havendo indicação para produtos ortopédicos, o médico vai prescrever, em formulário do SUS, o tipo de equipamento necessário (órtese, prótese, cadeira de rodas ou outros meios auxiliares de locomoção).

2º Passo – Anexe à solicitação do médico cópia dos seguintes documentos:

a) CPF e RG

b) Cartão do SUS (Cartão Nacional de Saúde)

c) Comprovante de Residência com CEP

d) Informe pelo menos um número de telefone para contato

Entregue toda a documentação na Secretaria de Saúde do seu município, ou, no caso de Teresina, na Central do SUS, e aguarde o contato do Ceir.


Texto: Cláudia Alves – Comunicação Reabilitar

Tags: , , ,

© Copyright 2016 - Todos os direitos reservados para a Associação Reabilitar